A imagem mostra um profissional com uma prancheta de check list ao lado de um caminhão, realizando a verificação de gestão de transporte.

Gestão de transportes: 7 dicas para aprimorá-la e ter bons resultados

A gestão de transporte não se trata mais de apenas oferecer ou encontrar o frete a um custo menor. Vale lembrar que a tecnologia avançou e a estrutura da cadeia de suprimentos não é mais linear.

Com estruturas complexas, muitos outros fatores estão obrigando os transportadores a melhorar seus serviços, de modo a ganhar uma vantagem competitiva no mercado e atenderem às exigências dos embarcadores.

Dessa forma, precisa atender a diferentes formas de levar os pedidos aos clientes, seja por terra, ar ou mar. Embora cada um tenha benefícios únicos, saber qual método é adequado para o seu negócio requer uma consideração cuidadosa.

Em síntese, os quatro principais modos de transporte em logística são os embarques de caminhão, navio, trem, avião e barco — também conhecidos como embarques rodoviários, marítimos, ferroviários, aéreos e fluvial.

Os clientes estão procurando entregas rápidas, eficientes e seguras, mas que também os mantenha constantemente atualizados sobre a localização de seus produtos.

Não podemos negar que, no atual contexto das operações da cadeia de suprimentos, a logística e a gestão de transporte estão correlacionadas. Afinal de contas, a etapa de distribuição é muito importante.

Neste artigo, vamos abordar formas de aprimorar as entregas e ter bons resultados,  principalmente para as áreas marítima e rodoviária.

O que é Gestão de transporte?

A gestão do transporte faz parte da SCM (“Supply Chain Management”, Gestão da Cadeia de Suprimentos) e inclui as etapas de planejamento, aplicação e aperfeiçoamento na distribuição.

Assim, consiste na movimentação de itens (matérias-primas ou produtos acabados) de um local para outro por qualquer meio (rodoviário, marítimo, ferroviário, aéreo e fluvial).

Dessa maneira, possibilita o funcionamento de diversos setores, como a indústria e o comércio, em especial o e-commerce, que depende bastante de um gerenciamento eficiente dos pedidos.

Portanto, a gestão de transporte deve ser bem estruturada a fim de facilitar a administração e fomentar melhorias contínuas. Essas medidas devem ser feitas com ferramentas e métodos tecnológicos que permitam controle total, evitando surpresas que interfiram negativamente nas finanças da empresa.

É aqui que os gestores das embarcações precisam estar atentos ao mercado de transporte de cargas. Devem considerar, por exemplo, as perspectivas deste setor e o uso de plataformas de frete para encontrar transportadoras confiáveis e que realizam o serviço de entrega com um excelente custo-benefício.

Dicas para aprimorar a Gestão de Transporte

Os desafios que o mercado oferece são enormes, como o aumento dos preços dos combustíveis, a pressão sobre os volumes de entrega, os pagamentos de impostos e a competitividade.

Devido a isso, para manter sua estabilidade e se destacar entre as outras empresas, é essencial ter uma gestão de transporte eficaz. Confira, a seguir, dicas para aprimorar esse gerenciamento.

1. Conhecer o negócio para otimizar o transporte

Mapear a logística do seu negócio é um bom ponto de partida e isso exige uma análise detalhada dos custos associados às suas operações. Verifique também o tempo necessário para concluir cada etapa do processo de envio. Isso ajuda a descobrir quais pontos fortes e fracos precisam de mais atenção.

No caso do e-commerce, quando se trata de frete, devem ser observados pontos-chave, como preço, prazo de entrega e qualidade. Em vista disso, o mais indicado é ter opções diferentes para cumprir com o combinado e não deixar o cliente desapontado.

Tenha sempre em seu radar outras transportadoras que podem fazer a entrega. Para isso, nada melhor que contar com uma plataforma de frete para ter alternativas sempre que precisar.

2. Apostar em um planejamento proativo

A Gestão de Transporte também se trata de ser proativo e antecipar soluções de potenciais problemas que podem surgir. Com sua experiência, provavelmente, você já deve saber quais imprevistos podem acontecer durante a distribuição dos produtos, não é mesmo?

Greves podem ocorrer e prejudicar a circulação nas rodovias ou o valor do combustível aumentar acima do esperado e comprometer o planejamento, entre outros.

Neste e em outros cenários, é imprescindível ter um plano de contingência elaborado para ser implementado diante das adversidades do transporte. Sendo assim, um plano B é fundamental.

Você pode começar ficando atento ao noticiário e também pode utilizar dados e inteligência para ter assertividade e preditividade.

3. Incluir novas alternativas em sua estratégia

Estar por dentro das novidades e acompanhar o desenvolvimento do mercado é fundamental para a Gestão de Transporte. Por isso, esteja sempre aberto para explorar novos métodos de distribuição e encontrar estratégias mais competitivas.

O trabalho de gerenciar inclui encontrar, constantemente, inovações para minimizar problemas, reduzir custos e facilitar o envio de produtos. A dica essencial aqui é usar a tecnologia a seu favor para automatizar as entregas, com um marketplace de cargas.

4. Pensar na escalabilidade

Durante a operação é essencial planejar o que será necessário para enfrentar os próximos desafios e pensar na escalabilidade do negócio. Conforme os processos são otimizados, a empresa cresce, mas isso significa que precisa ter capacidade de suportar esse desenvolvimento com a mesma qualidade.

Portanto, a Gestão de Transporte facilita o entendimento de quais ferramentas você precisa para aumentar a produtividade, mas dentro de uma margem que não prejudicará as operações.

Além disso, não esqueça de pensar em uma expansão sem a necessidade de um grande investimento!

5. Buscar vantagens competitivas e investir nelas

Avalie o melhor custo-benefício da sua estratégia atual e busque parcerias para ajudar a automatizar a etapa de distribuição. Procure os fretes mais competitivos e vantagens que outras empresas possam oferecer para transportar os produtos por sua embarcadora.

Da mesma forma, nos últimos tempos, tornou-se importante integrar informações em tempo real à gestão de transporte.

Com a tecnologia, as empresas conseguem atender aos ideais de transparência, atendimento e satisfação dos clientes. Por esses motivos, invista nessas vantagens competitivas para aprimorar os seus serviços.

6. Investir em tecnologia e inovação

A combinação de tecnologia e inovação está mudando o negócio de transporte e logística de maneiras potencialmente disruptivas e críticas para melhorar os processos existentes.

Ignorar seus benefícios, pode tornar sua empresa obsoleta em pouco tempo, o que torna urgente mudar seus paradigmas e procurar formas de atualizar seus processos e operações.

7. Automatizar processos

A automação se refere ao uso de sistemas de controle, máquinas ou softwares para melhorar a eficiência das operações. No contexto de aprimoramento da Gestão de Transporte, sua empresa pode investir em uma solução que conecta embarcadores a uma quantidade exponencial de transportadoras.

De maneira digital, a goFlux automatiza o processo de contratação de fretes, trazendo redução de custos e compliance para o embarcador e proporciona transparência às transportadoras.

Vantagens da Gestão de Transporte

Agora que você já sabe o que é gestão de transporte, é importante entender quais são seus benefícios.

Com um bom gerenciamento e planejamento, aliados a uma solução, como a goFlux, podem ajudar e muito a empresa em aspectos como:

  • Controle dos custos por veículo;
  • Reduzir os custos;
  • Antecipar despesas da viagem;
  • Controlar a manutenção de veículos preventiva e periódica;
  • Acompanhar as despesas do veículo.

De fato, a gestão de transporte cobre muitas variáveis, pois é uma atividade prática que se baseia em dados em tempo real. As sete dicas discutidas destacaram os elementos básicos que podem aprimorar o seu trabalho de gerenciamento. Eles podem ser aplicados para otimizar os processos de qualquer empresa que precise utilizar os serviços de uma transportadora.

O que acha de se aprofundar ainda mais e ler um artigo sobre a terceirização no transporte de cargas? Acesse esse link e aproveite a leitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top