Logística no agronegócio: imagem de contêineres de metal

Logística no agronegócio: descubra os desafios e como melhorar

Você sabe quais são os desafios e como melhorar a logística no agronegócio? 

Não é segredo para ninguém que o segmento logístico é um dos mais importantes para o crescimento de qualquer tipo de negócio. Essa realidade não é diferente em relação às companhias do ramo agropecuário.

Pensando nisso, neste artigo vamos explicar detalhadamente o que é a logística no agronegócio, os principais desafios enfrentados e, ainda, os principais benefícios dela para esse setor econômico. Continue a leitura! 

O que é a logística no agronegócio?

A logística no agronegócio envolve diversas operações aplicadas ao setor primário da economia, como o escoamento da produção. Desse modo, no ramo do agronegócio é muito importante destacar que o segmento logístico envolve três grandes operações principais. 

A primeira delas é a logística de suprimentos essenciais para o plantio destinados a reduzir os custos dos produtores, como os adubos. Após a fase produtiva, é necessário o transporte dessas mercadorias, chamado de logística de distribuição.

Além dessas, há a logística de apoio à produção agropecuária. Essa etapa envolve serviços logísticos para movimentação de diferentes produtos dentro de uma companhia. Entre alguns dos processos mais comuns, estão o transporte interno, a armazenagem, o manuseio e estoque.

Desse modo, podemos dizer que ela tem o objetivo de fazer o alinhamento das operações de armazenagem e produção, para garantir organização, controle e sucesso em toda cadeia produtiva.

Quais são os desafios da logística no agronegócio?

Esse segmento enfrenta diversos desafios no Brasil e alguns deles são complicados de resolver. Por esse motivo, é necessário estar atento em relação a todos eles. 

Entre os principais desafios enfrentados pelo segmento estão a alta dependência do modal rodoviário, a perda de safra, os altos gastos envolvidos e a falta de infraestrutura. Por isso, trouxemos os detalhes dessas questões abaixo:

Dependência do modal rodoviário

O primeiro desafio pertinente ao segmento logístico no agronegócio é a alta dependência do modal rodoviário. Isso acontece, porque há poucas ferrovias e as hidrovias estão mais concentradas na região norte do país

O que é consequência do governo de Juscelino Kubistchek, devido a indústria automotiva no Brasil ser um grande pilar econômico entre as décadas de 1930 e 1950. Dessa forma, o modal ferroviário foi substituído pelo rodoviário, ligando o Brasil de Norte a Sul por estradas. 

Por isso, a maior parte do transporte de produtos brasileiros é realizado por meio de caminhões ou carretas. Assim, o escoamento da produção é complexo e totalmente dependente dos caminhoneiros. 

Perda da safra

O Brasil é um país com um território de dimensões continentais. No entanto, não há infraestrutura adequada para fazer o transporte da safra

Por causa das longas distâncias do processo de entrega das mercadorias, o tempo maior exposição delas, pode levar à perda da validade. Isso é preocupante, pois há uma perda grande de recursos. Dessa maneira, diversos grãos “ficam pelo caminho” e, ainda, causam prejuízos financeiros aos produtores.

Altos custos envolvidos

Outro desafio enfrentado pelo setor logístico no agronegócio, são os altos custos envolvidos em todo processo, especialmente no valor dos fretes. Como já falamos, devido ao tamanho do território brasileiro com as longas distâncias o custo do transporte de carga costuma ser maior.

Por isso, vale a pena pesquisar e negociar com facilidade esses custos e ter acesso aos prestadores de serviços certos para a distância que você precisa

Falta de infraestrutura

A infraestrutura destinada ao armazenamento e transporte de grãos em longas distâncias é insuficiente no Brasil. Dessa forma, muitos deles podem ser desperdiçados pelo trajeto. Já que a malha rodoviária não apresenta todo suporte necessário para atender o escoamento da produção. 

Além disso, há poucos portos no Brasil, e por essa razão, eles têm muitos congestionamentos, pois a maior parte das exportações é realizada nas regiões Sul e Sudeste do país, concentrando a exportação e causando atrasos. 

Quais são os benefícios da logística no agronegócio para garantir crescimento?

O setor logístico é fundamental para o crescimento dos negócios do ramo agropecuário, porque oferece diversos benefícios proporcionados pelo planejamento das atividades logísticas. 

Entre eles estão os menores custos, a otimização da produtividade nos processos e um melhor controle dos resultados. Abaixo, falaremos sobre cada um deles, confira!

Menores custos

O primeiro benefício proporcionado pelo planejamento logístico é a redução de custos das empresas. Essa questão ocorre, porque por meio dessa prática torna-se possível pensar em formas que ajudem as companhias a diminuir despesas desnecessárias em diversos elementos desse segmento.

Assim, com um planejamento adequado, torna-se possível diminuir o valor de frete com a manutenção da frota de caminhões e também com combustível. Já que, o plano certo das rotas ajuda empresas a fazerem trajetos mais curtos e a escolherem estradas com melhores condições, facilitando e economizando combustível. 

Produtividade em cada fase do processo

Outro benefício é a otimização da produtividade. Dessa forma, a sua empresa tende a fazer mais entregas em menos tempo. 

Já que com um plano certo de atividades, você vai diminuir atrasos, facilitar processos operacionais e estratégicos. O que contribui para agilizar operações e atender melhor o cliente. 

Controle dos resultados

Outro benefício proporcionado pela logística no agronegócio, é o controle dos resultados. 

As empresas que dão atenção a isso, conseguem saber, por exemplo, o número de mercadorias entregues em um período, a quantidade de viagens feitas, os valores gastos, entre outras questões relevantes.

Assim,  a análise e o controle dos resultados são fundamentais para identificar o desempenho do segmento logístico como um todo. Com isso, torna-se possível verificar o que está funcionando e também identificar as falhas existentes nos processos. 

Por isso, a identificação desses problemas é fundamental para os gestores pensarem em maneiras de solucionar essas questões, melhorar os resultados do setor e do negócio como um todo.

Como melhorar a logística no agronegócio?

As palavras-chaves essenciais para melhorar a logística no agronegócio são organização e automatização de operações, principalmente, na hora de contratar fretes. Para isso, uma boa dica é a escolha de plataformas digitais de contratação de transporte de carga, para escoamento da produção.

Dessa maneira, você garante agilidade e facilidade na gestão de fretes e consegue identificar, por meio de dados e indicadores, erros, atrasos e pontos que precisam ser otimizados em cada etapa do processo. Consequentemente, isso vai ajudar você a tomar as melhores decisões para o seu negócio. 

Logo, o segmento logístico é fundamental para o crescimento de empresas, principalmente para o setor agrícola. Por isso, é necessário investir em inovação, praticidade operacional e economia de recursos. 

Gostou? Aproveite para conhecer nossas redes sociais e ter acesso a conteúdos incríveis sobre o assunto em primeira mão. Estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn, confira! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top