Caminhões de diferentes tipos de carga dirigindo na estrada

Tipos de cargas: veja os 6 principais e como escolher o ideal

Os tipos de carga devem ser considerados ao planejar o processo de transporte. Afinal de contas, muitos são os fatores que contribuem para determinar como escolher o ideal, desde o tamanho e peso até a sensibilidade à temperatura.

No entanto, precisamos explicar o conceito de transporte de carga. Esta é uma forma de transportar produtos destinados à venda comercial, embora existam outros itens com finalidades diferentes, mas que também podem ser tratados como carga.

A humanidade têm movimentado cargas de uma região a outra por milhares de anos, através de uma variedade de meios. A capacidade de transportar produtos comerciais facilita o comércio entre comunidades e nações, pois ambas podem trocar itens de valor e fortalecer a economia.

A carga pode incluir desde especiarias até carros destinados ao consumidor final, juntamente componentes básicos que serão enviados aos fabricantes com o propósito de fabricar produtos.

O transporte no Brasil

O transporte rodoviário é o método utilizado, especialmente para bens comercializados com países sul-americanos. De acordo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), esse modal representa 60% da movimentação de cargas no Brasil. 

Quase todas as capitais dos estados estão ligadas por estradas pavimentadas e os principais estados (incluindo São Paulo e Rio de Janeiro) possuem vias expressas.

Ainda segundo a CNT, o último levantamento de 2018 indicou 1,7 milhão de quilômetros de estradas no país, dos quais aproximadamente 12% são pavimentados. De todas as rodovias, 95,1% são controladas por estados e municípios, enquanto 4,9% são federais.

O transporte ferroviário é o segundo método de transporte mais utilizado, totalizando 30 mil km. Entretanto, apenas 7% das linhas ferroviárias são eletrificadas. Por outro lado, mesmo com o enorme potencial para o tráfego fluvial, apenas 13% da carga é transportada por meio de vias navegáveis.

O transporte por mar é amplamente utilizado à medida que os custos são reduzidos. Com um litoral de 8,5 mil quilômetros navegáveis, em 2019 os portos brasileiros movimentaram cerca de 1,104 bilhão de toneladas de uma grande variedade de bens importados e exportados.

As grandes cidades brasileiras são bem atendidas pelo ar, mas esse tipo de transporte de mercadorias não é muito desenvolvido, principalmente por causa do alto custo e representa menos de 5% do comércio exterior brasileiro.

No geral, a infraestrutura de transporte brasileira enfrenta muitos desafios, já que estradas e portos precisam ser atualizados, existem altos custos logísticos e pouca segurança.

Contudo, o mercado mostra crescimento devido ao aumento do comércio eletrônico no país e à melhoria das relações comerciais com a China e outros países.

O crescimento do e-commerce no país ajuda a fortalecer as operações logísticas como segmento de frete rodoviário e logística reversa.

Tipos de cargas de transporte

No mundo acelerado de hoje, a velocidade e a capacidade dos meios de transporte de cargas aumentaram. Assim, tornou-se importante, antes de iniciar essa etapa, analisar os tipos de carga para calcular os custos.

O perigo de transportar mercadoria através de meios não otimizados, ou seja, veículos (caminhões, aviões ou navios) não construídos para lidar com as características da mercadoria, inclui comportamento volátil, fogo, deterioração de alimentos, crescimentos bacterianos e fúngicos.

Assim, deve-se tomar cuidado ao contratar embarcadores para garantir que o tipo adequado de meio de transporte seja escolhido. A seguir, conheça os tipos de cargas mais comuns.

1 – Cargas Refrigeradas

A carga refrigerada envolve o transporte de mercadorias em conformidade com um determinado regime de temperatura a qualquer distância. 

Graças aos veículos especialmente equipados, as propriedades de consumo das mercadorias não mudam evitando a deterioração e perda dos produtos. Esse tipo de transporte é muito demandado nas indústrias alimentícias, cosmética, química, farmacêutica, agrícola, entre outras.

O transporte internacional de carga refrigerada é realizado por veículos especiais equipados para criar três condições de temperatura diferentes: aquecimento, resfriamento ou congelamento profundo. 

Um desses veículos é um caminhão frigorífico, equipado com um sistema de refrigeração que permite o transporte de produtos perecíveis, produtos farmacêuticos e químicos, e outros tipos de carga que requerem resfriamento artificial.

2 – Cargas Vivas

Seja para um movimento, uma venda comercial ou simplesmente para desfrutar de uma viagem esportiva ao ar livre, transportar um animal de estimação ou gado pode se tornar muito estressante se o tempo de viagem aumentar.

Por isso, o transporte de cargas vivas pelo ar é considerado o método mais humano e conveniente em longas distâncias. Do ponto de vista ético, a indústria de transporte aéreo deve garantir que as melhores práticas e normas estejam em vigor para o bem-estar desses animais.

Assim, qualquer entidade envolvida em reservas, aceitação, manuseio e transporte de animais vivos precisa ter os sistemas, procedimentos, infraestrutura, equipamentos, processos e pessoal qualificado no local, garantindo que sejam transportados de forma segura e humana e forneçam um serviço compatível, rápido e confiável aos proprietários de animais.

3 – Cargas secas

De grãos a carvão e de açúcar ao cacau, às cargas secas cobrem uma gama de produtos e matérias-primas que têm duas características em comum: são desembaladas e homogêneas. Essas duas propriedades tornam o transporte de tipos de cargas secas um desafio, pois a matéria-prima pode ser despejada no chão de um graneleiro.

Como o nome sugere, cargas secas precisam ficar livres de umidade para não se deteriorar. Além disso, devido a possibilidade de se deslocarem durante o embarque, podem causar instabilidade no navio. Por isso, também podem ser conhecidos como “bens perigosos”.

4 – Cargas a granel

Os tipos de carga a granel incluem substâncias homogêneas divididas em dois grupos:

  • produtos alimentícios, incluindo farinha, sal, açúcar, culturas, soro de leite seco, e malte;
  • produtos não alimentícios, incluindo areia, cascalho, talco, polipropileno, polímeros, antracito e metal.

Nesta categoria, algumas cargas perigosas também podem ser encontradas como estrume, sílica, carbonato de sódio e carbonato de cálcio. O transporte dessas substâncias requer o cumprimento de múltiplas regulamentações.

Dessa forma, as substâncias a granel não podem ser carregadas acima das laterais do veículo e devem ser distribuídas uniformemente. Enquanto o veículo está em movimento, a carga é coberta com material que não permite derramamento.

5 – Cargas frágeis

Os tipos de carga frágil são considerados assim devido à sua natureza ser vulnerável a danos durante o transporte, mesmo que a embalagem correta tenha sido usada.

Por esse motivo, a rotulagem, as marcas claras e as instruções corretas nos pontos de trânsito e manuseio são cruciais para uma chegada segura ao destino. 

Vidro, eletrônicos sensíveis, sensores, equipamentos médicos, obras de arte e telas LCD, entre outros, são apenas alguns exemplos de carga não empilhável – carga frágil – para a qual o transporte personalizado deve ser organizado.

A resposta para este desafio não é apenas uma, mas é feita sob medida para cada tipo de carga, rota e tempo de entrega necessários.

6 – Cargas de medicamentos

O transporte de produtos farmacêuticos requer algum know-how especial. Em muitos casos, os fármacos são sensíveis e seu prazo de entrega é ainda mais importante. Afinal de contas, não só os medicamentos são delicados, como também podem ser caros. 

Como tal, eles requerem precauções especiais no envio, além dos procedimentos comuns dos outros tipos de carga. Os produtos farmacêuticos exigem um alto nível de experiência para transportar medicamentos com segurança. Da fábrica até o ponto de entrega, a integridade e a qualidade desses tipos de carga devem ser mantidas.

Como escolher o tipo de carga ideal para sua empresa

O meio de transporte é uma consideração importante no planejamento do processo de embarque. Além dos custos, a urgência da remessa, o valor das mercadorias que estão sendo embarcadas, bem como o tamanho e peso das mercadorias precisam ser avaliados ao determinar a forma de transporte.

O transporte de carga pode ocorrer por terra, ar ou mar. Assim, o transporte aéreo tende a ser o mais rápido e deve ser usado para produtos que precisam ser movidos com pressa. É também o mais caro, pois manter e voar aviões de carga exigem tarifas elevadas.

O transporte terrestre é usado para mover produtos dentro dos limites de um continente ou nação, com carga viajando de trem ou caminhão, enquanto o transporte marítimo é usado para movimentar mercadorias através do oceano.

Os diversos tipos de carga também podem ser movimentados entre diferentes portos do mesmo continente por mar, pois isso pode ser mais barato ou mais conveniente do que transportar essas mercadorias por terra.

As empresas de frete que oferecem serviços de transporte de carga podem trabalhar exclusivamente com empresas, ou estender os serviços a pessoas físicas. Por esse motivo, o volume, o peso e a natureza do produto que está sendo enviado são todos fatores que podem impactar o custo do transporte de carga.

Por exemplo, os produtos perecíveis são mais caros de serem enviados, pois exigem controle climático e devem ser movidos rapidamente. As empresas podem obter um desconto para encher um contêiner inteiro com itens ou optar por uma transportadora terceirizada.

Conte com uma solução para encontrar transportadoras

Como você pode ver, existem inúmeras opções para o transporte rodoviário de cargas. Cada tipo tem suas vantagens. Ainda assim, priorizar suas necessidades e entender o que precisa ser transportado é importante na hora de escolher o melhor tipo de transporte rodoviário de carga.

Com a GoFlux você pode encontrar as transportadoras mais indicadas para carregar os tipos de cargas

.O que você achou de conhecer os tipos de cargas e como escolher a ideal? Se gostou desse conteúdo, acompanhe nossas redes sociais Instagram, Linkedin e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top