Caminhão realizando o transporte de soja

Transporte de soja: veja como realizar da forma certa

Se você não sabe como é realizado o transporte de soja, pode imaginar que basta carregar um caminhão e realizar a entrega. Certo? Bem, a verdade é bem diferente.

Primeiramente, para os embarcadores há muito planejamento envolvido a fim de evitar danos à carga e até mesmo, prever contratempos, acidentes. Afinal de contas, a soja requer condições específicas para chegar intacta ao seu destino.

O transporte de soja é um processo complexo que envolve medir cuidadosamente e manter temperaturas específicas e níveis de umidade em todos os momentos, caso contrário, o produto pode ficar danificado e estragar.

A importância do transporte de soja para a economia brasileira

O agronegócio é extremamente importante para a economia brasileira. De acordo com o CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) representa 21% do PIB brasileiro, mas esse número deve crescer nos próximos anos.

Nas últimas três décadas, o país cresceu 334% na produção de grãos, enquanto, na mesma época, a área plantada teve um aumento de cerca de 71%. Já o agronegócio é responsável por cerca 20% dos empregos no Brasil, incluindo algumas posições que envolvem o transporte de soja.

Por isso, pode-se considerar que o agronegócio e, em especial, a produção e comercialização da soja, são os que mais movimentam a economia brasileira. Principalmente nos últimos anos, em que ocorreram recessão – seguida de lenta recuperação e cujo crescimento foi interrompido pela pandemia do Coronavírus.

Conforme estimativa de safra da Aprosoja Brasil, 66 milhões de toneladas de soja — das 120 milhões de toneladas produzidas no Brasil em 2020 — foram destinados à China.

Processo de colheita da soja

Geralmente em março, a soja começa a ser colhida no Brasil, com o uso de grandes máquinas que possuem dispositivos que cortam, recolhem o grão e o separam de sua casca e caule. Em seguida, a soja é armazenada no tanque de retenção em um caminhão de grãos ou vagões.

O passo seguinte é o transporte de soja até um revendedor de grãos em um graneleiro ou é levada para depósito e armazenada até que o agricultor decida vendê-los. Em última análise, a soja é transportada para uma planta de processamento onde o farelo é separado e o seu óleo é extraído.

O farelo é usado para alimentação pecuária e o óleo é usado tanto na culinária, quanto para fins industriais como fabricação de tinta, tinta e solventes.

O correto transporte de soja

O grão tem alto teor de gordura e óleo, o que torna a mercadoria tão valiosa e versátil. No entanto, essas qualidades também são as que as tornam voláteis e exigem o correto transporte de soja.

Assim, quando o grau está com um alto teor de água, a ativação de enzimas de fissura de gordura é ativada, o que produz uma quantidade significativa de calor. Esse fenômeno do auto-aquecimento pode ter consequências devastadoras para um lote de soja.

Mesmo que esse processo seja travado precocemente e a soja devolvida a uma temperatura normal, o processo a teria deixado rançosa.

Afinal de contas, o grão nessa condição não é mais adequado para ser transformado em produtos alimentícios. Entretanto, ainda pode ser utilizado na indústria para a fabricação de outros produtos, como cosméticos.

Por isso, o transporte de soja evita que as fibras e o óleo da vagem também passem pelo processo de ignição. Assim, não ocorre a liberação de gases que poderiam levar a um incêndio dentro do caminhão. Ou seja, quando não há cuidados adequados com os grãos, eles podem pegar fogo.

Para evitar essa situação, o indicado é fazer embarques programados e contar com o apoio de uma plataforma de contratação de fretes a fim de realizar o correto transporte de soja.

Como é feito o transporte de soja

O transporte de qualquer produto destinado ao consumo humano, por exemplo, deve ser realizado com cuidados quanto à forma como é manuseado e armazenado para conservar suas condições de consumo.

Por isso, o correto transporte de soja é realizado seguindo algumas etapas, que abordaremos a seguir.

1 – Ter um caminhão adequado para o transporte de carga

Antes de mais nada, para realizar o transporte de carga corretamente é importante escolher veículos adequados. Essa medida é importante a fim de reduzir o risco de perdas e desperdícios provocados pela acomodação errada da carga e a utilização errada da lona e de outros acessórios por falta de conhecimento.

Além disso, ao contar com uma transportadora experiente também será possível enfrentar as condições ruins das rodovias brasileiras.

2 – Fazer a armazenagem correta

Para que o grão chegue ao destino final em bom estado, o veículo deve estar devidamente vedado com o intuito de evitar o contato com o claro e umidade no decorrer da viagem. O contato da soja com a água aumenta o risco da proliferação de microorganismos, encurtando a vida útil e reduzindo a qualidade do produto.

3 – Estabelecer procedimentos de limpeza eficientes

Para assegurar que a soja chegue em perfeito estado, a carroceria deve ser verificada. Assim, é possível conferir se existem vestígios de outras cargas e se o veículo está em condições para transportar o produto sem contaminar.

4 – Preparar e capacitar motoristas preparados

Antes de contratar uma transportadora ou motorista autônomo é fundamental encontrar profissionais que sejam capazes de realizar o serviço.

Por isso, contar com uma plataforma de fretes também é a melhor forma de encontrar um condutor de caminhão sem histórico de consumo de bebidas ou estresse, entre outros. Isso faz toda a diferença para evitar acidentes que possam colocar o motorista e a carga em risco.

5 – Realizar o transporte com segurança

As estradas brasileiras, além de terem uma péssima infraestrutura, proporcionam riscos de roubos e furtos. Por isso, determinar roteiros que evitem caminhos perigosos para os veículos é imprescindível.

Assim, ao encontrar a transportadora ideal em uma plataforma de fretes, sua embarcadora contará com caminhões com as verificações em dia, o que evitará falhas mecânicas no decorrer do transporte de soja.

Tecnologia a serviço da eficiência

O custo do transporte influencia, negativamente, nos fretes e pode tornar o transporte de soja ainda mais oneroso. Contudo, é possível ter a tecnologia a serviço da eficiência.

Uma excelente opção é utilizar uma plataforma logística, como a goFlux, fica mais fácil contratar frete no agronegócio.

O marketplace de carga conecta embarcadores e transportadoras de forma online, digitalizando o processo de contratação de fretes. Com isso, sua empresa terá mais transparência e contratar o serviço de transporte de soja, por exemplo, garantindo qualidade e eficiência.

Se você gostou de saber como realizar o transporte de soja da forma correta, recomendamos que continue em nosso blog e leia o artigo Como escolher a transportadora certa para sua carga em 5 passos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top